Tipo:
Finalidade:
Cidade:
Código:  
  Boa Noite, hoje é dia 26 de Fevereiro de 2020 - São Paulo / SP
contato@ciaimoveisweb.com.br
 
Apartamento
Casa
Sala Comercial
Terreno
Sobrado
Cobertura
Casa em Condomínio
Breves Lançamentos
Galpão
Ponto Comercial
Casa na Praia
Terreno em Condomínio
 
 
Apartamento
Sala Comercial
Sobrado
Casa em Condomínio
Galpão
Ponto Comercial
Sobrado Comercial
Salão Comercial
 
Imóveis com desconto
Solicitar imóvel
Notícias
Links Úteis
Parceiros



 Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
0811 Repita ao lado:
redesp_facebook.pngredesp_skype.png
  Notícias  
22/08/2019
Financiamento imobiliário
Caixa lança crédito imobiliário com juros a partir de 2,95% mais inflação
 

Medida vai reduzir o valor das prestações nos novos contratos; hoje, o banco usa a TR mais taxas de 8,5% a 9,75% ao ano

Caixa fechou 2014 com uma carteira ampliada de financiamentos de R$ 605 bilhões, alta anual de 22,4%
 

Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira, 20, uma nova modalidade de crédito imobiliário que usará o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, como composição para os juros. O IPCA será acrescido de taxas, dependendo do relacionamento do cliente com a instituição. Segundo o presidente do banco estatal, Pedro Guimarães, será possível baixar entre 30% e 50% o valor inicial de uma prestação imobiliária.

As mudanças valem para o SFH (Sistema Financeiro de Habitação), para imóveis até 1,5 milhão de reais e que permite o uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), e para o SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), para aqueles acima desse valor e sem a possibilidade de usar o Fundo.

O financiamento funcionará de modo semelhante do que acontece atualmente: o saldo devedor será atualizado pelo IPCA, a exemplo do que ocorre com a TR, hoje zerada. O índice de inflação dos últimos 12 meses está em 3,22%. A expectativa do mercado financeiro para o indicador é de 3,71% ao final deste ano, segundo o Boletim Focus, divulgado na última segunda-feira. 

As taxas da nova linha variam do IPCA mais 2,95% ao ano, oferecida a clientes com bom relacionamento com o banco, enquanto a máxima ficará em IPCA mais 4,95% ao ano. Hoje, o banco cobra juros de 8,50% a 9,75% ao ano mais TR nas principais linhas de crédito. Os contratos poderão ter prazo de até 360 meses e valor máximo financiado de 80%.

Para ilustrar a mudança, Guimarães citou como exemplo um imóvel de 300 mil reais, financiado por 30 anos com o banco. Com a TR + 9,75%, taxa vigente para clientes com baixo relacionamento com o banco, a prestação inicial gira em torno de 3.168 reais. Já com o IPCA + 4,75%, nova opção de financiamento para clientes com pouco relacionamento com a Caixa, a prestação inicial vai para 2.050 reais, redução de 35%. No caso da melhor taxa, de IPCA + 2,95% a redução da parcela é de 51%, sendo o primeiro pagamento de 1.556 reais.

Segundo Guimarães, com o novo título, o banco promoverá a securitização da linha de crédito. Ou seja, a Caixa deve oferecer o crédito como título a investidores, que vão avaliar se vale correr o risco de inadimplência de clientes.  O presidente Jair Bolsonaro, que participou da cerimônia, celebrou a medida e ressaltou o possível barateamento dos juros e ressaltou a iniciativa da Caixa. “(A medida) vem de encontro com o que esperam de nós.”

Repercussão

A Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) avalia como positiva a possibilidade de reajuste dos contratos pela inflação e que a expectativa é que haja redução de juros. “Com a queda nos índices de inflação, será possível a obtenção de financiamento com uma taxa efetiva menor, o que é positivo ao consumidor e amplia o número de pessoa elegíveis ao crédito imobiliário.”

Rafael Sasso, cofundador da plataforma de crédito imobiliário Melhortaxa, também enxerga com bons olhos a medida, mas alerta. “Para o consumidor, é um objeto de cuidado. Tem que ver qual é o cálculo efetivo total da proposta e lembrar que o IPCA é volátil. E um financiamento é por 20, 30 anos”, diz.

Além disso, ele lembra que o crédito imobiliário também causa outras despesas para o consumidor, o que pode tornar o custo efetivo no final mais caro, apesar das taxas mais baixas. Por exemplo, como condição para o financiamento, alguns bancos pedem que o cliente mantenha uma conta com saldo na instituição. “O crédito imobiliário não é só taxa. Tem seguro, que depende do período do financiamento e da idade do cliente, e outras coisas que o banco pede, manter saldo em conta, investimento.”

Para a Caixa, a notícia também é positiva, segundo os especialistas. Para o presidente da Abrainc, Luiz Antonio França, a medida deve ajudar na variação das formas de financiamento da Caixa. “O crédito imobiliário é financiado basicamente pela poupança e pelo FGTS. São bolsões de dinheiro finitos. Pode chega um momento que não tenha mais como. Por IPCA é mais de mercado, o que te dá uma capacidade de volume maior para o crédito imobiliário”, afirma.

Ele cita que a linha indexada ao IPCA vai permitir aos bancos securitizar (agrupar ativos e vendê-los como títulos) suas carteiras de financiamento habitacional, promovendo dessa forma um aumento na oferta de financiamento. Com a taxa sendo corrigida pela inflação, a tendência é que a companhia atraia investidores, porque não vai existir o medo de perder rentabilidade conforme a variação do índice de preços.

Sasso, do Melhortaxa, afirma que o movimento não é novo no mercado imobiliário brasileiro. “O que é novo é um banco grande fazer. Como temos um mercado muito monopolizado, isso injeta mais concorrência”, acrescenta ele.

 
 
Fonte: Revista Veja
Outras Notícias
15
07
Prefeitura De SP Lança Novo Modelo De Habitação Popular
[+] saiba mais
15
07
Lei Aprovada Facilita A Regularização De Imóveis Irregulares Em Todo O Brasil
[+] saiba mais
15
07
Herdei Um Imóvel, E Agora?
[+] saiba mais
08
08
Caixa amplia valores e diminui burocracia de financiamento de imóveis
[+] saiba mais
03
03
Conheça os riscos dos contratos de gaveta
[+] saiba mais
03
03
Como funciona o usufruto de imóveis
[+] saiba mais
11
03
Projeto de lei prevê financiar casa própria sem juros
[+] saiba mais
11
03
Saiba quais reformas precisam de autorização da prefeitura
[+] saiba mais
05
11
Minha Casa, Minha Vida eleva teto de imóveis enquadrados no programa
[+] saiba mais
30
10
Caixa reduz juro do crédito imobiliário e taxa mínima cai para 6,75% ao ano, a menor do mercado
[+] saiba mais
 
Voltar
icone-whatsapp 1
Sobre Nós | Pesquisa Completa | Venda seu Imóvel | Notícias | Links Úteis | | Fale Conosco
HOME OFFICE
(11) 2562-2909
  Cia. Imóveis               CRECI 135.342

Penha a São Miguel e região - São Paulo / SP
 
Home Office
 (11) 2562-2909
Celulares:
  (11) 9 9544-2966 (Vivo)  /  (11) 9 5423-6048 (Tim - Whatsapp) 

skype: ciaimoveisweb
contato@ciaimoveisweb.com.br
www.facebook.com.br/ciaimoveis
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias